Oldies :: LifeLine of Gameboy



Escolher um tema para abordar na primeira postagem a ser parte dos Oldies foi uma tarefa árdua.
Porém aqui estamos nós, e iremos falar sobre portáteis, desde o GameBoy ao GameBoy Advanced, abordaremos sua criação, e seus derivados aprimorados no mercado, e em seguida falaremos sobre os melhores jogos que selecionei para abordar aqui. Vamos nessa ?!




1889: A Nintendo foi fundada por Fusajiro Yamauchi com o intuito de instituir uma marca para seu atual negócio, as Hanafudas, jogo de cartas japonês, que consiste em 48 cartões ilustrados com flores, que representam as diferentes estações do ano, o modo de se jogar Hanafuda é bem variado, sendo o mais comum usado é o Koi-Koi.

Setembro de 1941: Nasce então Gunpei Yokoi, nome esse que faço questão de lembrar. Yokoi foi uma das mentes que co-criou o Arcade de Donkey Kong, além de ser produtor dos jogos inicias da série Metroid e principal mentor de Shigeru Myamoto.


1941A 2ª Guerra acaba. Os alemães se rendem, e Hitler decide tomar um banho quente de alcool e se lavar com fósforos, antes de viver o bastante para jogar Gameboy...ainda bem! 

1952: Nasce a mente da diversão, no dia 16 de Novembro de 1952: Shigeru Myamoto!

1979: Jay Smith cria um dos primeiros consoles portáteis a usar fitas, o Microvision.




1980: Gunpei Yokoi cria um dos primeiros video-games portáteis da história: O Game&Watch.
O pequeno aparelho tinham 46 variações, cada uma delas trazia um título diferente. Ele também trouxe um dos primeiros usos de direcionais em cruz com o port de Donkey Kong.

*O Primeiro jogo do GW foi um jogo chamado Boll, no qual o objetivo era evitar que todas as bolas usadas pelo malabarista caísse.


1981: Shigeru Myamoto ao lado do gênio Gunpei Yokoi, criam um dos Arcades mais lembrados do mundo, depois de Space Invaders talvez, Donkey Kong.

1982: A Nintendo aproveita o sucesso do Arcade Donkey Kong e porta o jogo para uma versão especial de Game&Watch. O aparelho ainda usa telas que alternam entre frames pré-desenhados, porém o novo modelo trouxe o uso de duas telas, o design mais tarde daria vida ao Nintendo DS.

1989: Surge então o que viria a ser o portátil mais vendido da história dos consoles: O Gameboy.
O pequeno poderoso estava em desenvolvimento desde 86, tanto por Yokoi como pela equipe R&D1 (Research and Development).

O Objetivo e a idéia de Yokoi era combinar características vindas do Famicom (NES), com a portabilidade de seu Game&Watch. O console usa um processado Z80 com aproximadamente 4,19Mhz, sua tela é um LCD esverdeado e totalmente monocromático, dois botões de ação (A,B), um direcional digital em cruz, e um sistema de cartuchos que podiam ser trocados a qualquer momento.

O projeto foi muito bem vistos pelos poderosos da Nintendo. Inicialmente especulou-se que o Gameboy venderia apenas 25 Milhões de unidades, porém ele arrecadou muito além do esperado: 32 Milhões de unidades vendidas! 

O Primeiro modelo de Gameboy foi muito bem aceito no mercado, sendo que ganhou Updates físicos anos mais tarde.



1995: O modelo de Gameboy original é descontinuado. O mercado agora tinha uma versão ainda mais portátil, o Gameboy Pocket. Suas mudanças eram muito perceptíveis: Monitor monocromático de LCD mais nítido; Uso de apenas 2 pilhas AAA ao invés de 4; 30% de redução no tamanho.

1997: A Nintendo coloca no mercado outra versão de Gameboy, dessa vez o modelo vinha com a alcunha de Light, e trazia uma luz interna que permitia seus jogadores joga-lo no escuro, e a remoção do fundo esverdeado que cansava os olhos depois de muito vício. O Modelo é considerado raro pois teve apenas lançamento em terrar nipônicas, porém, especula-se que uma pequena porcentagem do modelo foi lançado no brasil.

1998: Finalmente! Chegamos bem aonde queria chegar: O Gameboy Color! Um sonho de consumo ainda maior que um megazord nos tempos d'ourados, uma verdadeira dor de cabeça para os pais brasileiros que eram atormentados pelos seus pequenos fedelhos a comprar um só para desfrutar horas e horas (15h pra ser sincero) de Pokémon e Tetris.

A Nintendo dessa vez tomou vergonha na cara e lançou um modelo colorido, com luz de fundo, e com acabamento semelhante ao GB Pocket, e com um consumo ainda menor de pilhas. 

Esse com certeza foi uma das melhores novidades desde o primeiro GB, aliás, tínhamos um console portátil da Nintendo (sinônimo de qualidade fiu!), colorido e que durava horas e horas de jogatina! 

Como já tive contato pessoal com o GB Color, decidi fazer uma espécie de seleção de bons títulos e recomendações, leia a seguir alguns dos melhores jogos que conheço do portátil e sua breve análise:

1º - Pokémon Crystal: Tudo que ja havia sido feito nos Pokémons anteriores está presente nesse.
O jogo trouxe uma coleção vasta de pokémons, e sistemas melhorados como o de dia e noite, inicialmente usado em Gold e Silver.

2º - TLoZ: Wind Waker DX: jogos do naipe zelda merecem seu destaque aqui. A experiência portátil é bem agradável e esse é um dos meus Zeldas preferidos!

3º - Metroid II:Return of Samus: continuação direta de Metroid, Metroid II trouxe grandes melhorias, e têm uma boa história, unida a uma jogabilidade refinada e gráficos bonitos.

4º - Super Mario Bros. Deluxe: um bom console nintendo, merece um bom jogo mário! Deluxe trouxe o SMB original de 85 em uma real edição de luxo: Overworld adicionado e bonito; jogabilidade suavizada; gráficos ainda mais bonitos que o original de NES; O Mário. O legal dessa versão Deluxe é o modo VS, onde o jogador disputa contra um outro utilizando um Cabo Game-Link.

Tenho ainda vários jogos para por num TOP 20, mas me falta tempo...bem, essa é a história do pequeno e poderoso Gameboy, sua trajetória continua com a chegada do GB Advanced, e termina com o nascimento do Nintendo Dual-Screen, que reina até hoje como um dos portáteis mais queridos da história Nintendista. Não é promessa, apenas uma vontade, mas penso em continuar a postagem em uma segunda parte quando arrumar tempo.

Bem, terminamos por aqui My Fellows! Deixem seu comentário, e se possível compartilhe o Blog pros amigos, Até!